Curiosidade: Como surgiu a Francesinha?

By

Quem nunca procurou saber a história de algo que usa ou que todo mundo usa?

Eu, particularmente, por ser mulher ou só por ser meio fora da casinha, sou mais curiosa que um gato, e fui atrás de saber da onde surgiu esse negócio de pintar as unhas na intenção de que elas tivessem essa aparência de maiores do que realmente são. Só que descobri que nunca foi por esse motivo…

Segue a tia…

Francesinha

************************************************************************

Mas antes um pouco de ambientação:

Dizem que os franceses são porcos e não tomam banho.

Realmente, eles não tomam banho com a mesma frequência que nós, mas não é por serem de fato porcos e sujos, e sim porque é algo intrínseco à sua cultura… a tia explica: antigamente, a disponibilidade de água não era tão grande quanto a que temos hoje em dia (digo água no sentido de água limpa pra banhar-se ou consumir). Em prédios, a água ia até o segundo andar apenas, por causa da pressão, e se você morasse pra cima e quisesse tomar banho, teria que carregar tudo escada acima, já que elevador, bem, nem comento…e pro francês, o banho de verdade você toma na banheira, não no chuveiro. Isso demanda um gasto grande de dinheiro (ou você, ryca e phyna que tem banheira em casa usa ela todo dia? Só esperar já enche o saco antes de encher a banheira), de tempo carregando uma porrada de litros de água escada acima em baldes e de força e boa vontade. Agora imagine isso no século XVIII, com o clima frio do cão lá e sem banheiros com chuveiro (eles não gostam de chuveiro, lembra?) elétrico pra água sair quentinha?

Não bastasse isso, a água lá tem composição química diferente da nossa água, apresentando uma altíssima concentração de calcário (o que fez com que recebesse o apelido de água dura)…faz até mal pra pele tomar banho todo dia nessas condições, porque resseca e acaba com a pele, então não é uma questão de ser porco…

Acabou a ambientação
***********************************************************************
Como o banho era ainda mais difícil de se conseguir no século XVIII, surgiu nesse época, na França, a unha que hoje chamamos de francesinha. A intenção era simples: esconder a sujeira que ficava na parte de baixo das unhas, para apresentar um ar mais limpo, nobre, etc. Assim sendo, as prostitutas da época, para parecerem mais limpinhas para os compradores do serviço prestado, passaram a usar as unhas com o mesmo tipo de pintura. Como a maioria das prostitutas aderiu à novidade, a partir de um determinado período, as pontinhas brancas viraram sinal que permitia distinguir quem era “do ramo” ou não.
Só depois, o maquiador de Hollywood, Jeff Pink, viu, achou bonito, e levou a moda para os Estados Unidos, e o conhecimento se espalhou pelo mundo, e muitas pessoas gostaram da moda.
Moral da história: quando sua filha de 11 anos quiser pintar as unhas de vermelho, não se ofenda… deixa, que é melhor =D
Bolha - Tsuki Mini
Anúncios