A England – Saint George

By

Eu tenho uma lista de esmaltes que preciso usar para dar um segundo parecer. Sim, é meio esquisito, mas tem vários fatores para que isso aconteça: meu mau humor momentâneo, calor excessivo, falta de inspiração, inabilidade esmaltística…

Pois bem.

Essa lista é meio extensa, e o Saint George estava encabeçando ela.

A England - Saint George 1.JPG

O Saint George foi, junto com o Tristam e o Dragon, minha primeira compra da marca. Quando usei o Saint George da primeira vez, fiquei a cópia do Mutano. Mas né, se está na lista, preciso usar – seja para uma segunda opinião, seja para uma foto decente, seja para os dois.

A England - Saint George 4.JPG

Ele é um verde escuro com pontos holográficos, que dão uma profundidade fora do normal ao esmalte. É extremamente pigmentado, tanto que basta uma camada para cobrir – e é por isso que ele mancha horrores. SIM, ele mancha. Manchou da primeira vez e continuou manchando na segunda.

Mas continua sendo um esmalte extremamente lindo.

A England - Saint George 2.JPG

A fórmula é impecável: não escorre nas laterais e, se você esmaltar com muito cuidado, dá para usar sem ficar totalmente verde. Ele é delicioso de esmaltar e não precisa de top coat – seca MUITO rápido e tem um brilho absurdo.

A England - Saint George 3.JPG

Eu acredito que, junto com o Tristam e o Dragon, o Saint George está entre os esmaltes mais famosos dessa marca inglesa que, apesar de custar um órgão no mercado negro, considero pacas.

Bolha-Gabs

Anúncios