Penélope Luz – Oleandro

By

Em abril de 2015, a Penélope Luz escutou várias preces – inclusive a minha: ela lançou a Coleção Poison, só com esmaltes holográficos.

Tá que não eram prismáticos, mas ainda sim, uma coleção de holográficos.

E, para variar, comprei assim que lançou – não lembro qual loja -, e, para não fugir à regra, usei pouquíssimos. Na verdade, acho que até hoje eu só usei 3 esmaltes da coleção.

Para reparar meu erro, resolvi desenterrar o Oleandro.

Penélope Luz - Oleandro 3.JPG

O Oleandro é um azul meio jeans escuro e me lembrou bastante o Midnite Meteor, da Picture Polish – se o Oleandro fosse um pouco mais claro, seria QUASE um dupe.

Penélope Luz - Oleandro 2.JPG

A qualidade é incrível, cobrindo bem com uma única camada, mas usei duas para acertar o acabamento que tinha ficado meia boca. A fórmula é 3free, não escorreu nas laterais e nem mancha na hora de limpar o excesso. O pincel achatadinho ajuda bastante nessas horas.

Penélope Luz - Oleandro 4.JPG

Infelizmente – gente, eu não tô me perdoando – essa coleção não é mais fabricada. Eu me pergunto quase que diariamente como é que essas maravilhas dentro de vidrinho de 11 ml não são mais comercializadas.

E de quebra, não há nenhum esmalte nacional que pode quebrar o galho, só importado: o Midnite Meteor, da Picture Polish, e o Tristam, da A England.

Vida cruel essa nossa, viu?

Bolha-Gabs

Anúncios